Proteprimiu

Você me amou

Só não me deixou saber

Amou muito!

Tanto, tanto!

Quis me proteger

Protegeu tanto que, sem querer

Não me deixou respirar e viver

Protegeu de quase tudo

Menos da pressão do mundo

Do peso da obrigação e do dever

Da solidão, do medo de te perder

Por medo de quem eu era ou viria a ser

Me fez escravo do “não”, me fez morrer

Minha mão desistiu de escrever

Me fez sufocado e mudo

Me protegeu do absurdo

Me protegeu de quase tudo

Só não me protegeu de você.

R.P.B.Q

Proteprimiu – Não sei quando em 2016

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: